quarta-feira, 7 de março de 2012

A você leitor

Estamos quase chegando em quarenta mil visitas.
Fico honrada pois nunca tive tamanha pretensão.
Penso em futuramente publicar um livro com os melhores escritos de posts e poemas.
Para isso, preciso que você comente ao final dos posts o que você achou e sentiu ao ler.
Obrigada pelas visitas e pelo carinho de todos.


Chris Valiceli, a multimulher. 




Opção e escolha

Para mim opção e escolha são duas coisas diferentes.
Mas o dicionário de língua portuguesa nos afirma que se tratam de palavras sinônimas, como podemos ver:
Opção:  escolha  entre duas ou várias coisas
Escolha: Ato de escolher; seleção, preferência, opção.
Tenho refletido muito sobre essas duas palavras nos últimos dias, por causa de um pensamento que li: "Não trate como prioridade, quem te trata como opção...".
Quando temos opções somos forçados a fazer uma escolha e as escolhas são fundamentais para o correr da nossa vida.
Das escolhas que fazemos no momento presente, dependerá todo o nosso futuro.
Por isso devemos sempre analisar bem o que estamos tomando para nós.
Da semente que escolhemos plantar virá a colheita, que como sempre digo, é obrigatória.
Você nunca é obrigado (a) plantar. Mas escolhe isso para a sua vida.
Penso que as escolhas devem ser obtidas através de nossas reflexões próprias e não tomadas por influências externas ou de outrem.
Cada um sabe de si e de sua vida. 
O que tenho como objetivo nesse texto é que possamos refletir sobre o peso de uma escolha e sobre como as vezes tratamos pessoas como opções.
Eu nunca quero ser opção na vida de ninguém. Porque também não quero ter ao meu lado alguém que é uma opção e não uma escolha.
Algumas pessoas devem achar isso até um pouco de pretensão, mas lendo as postagens de uma amiga de infância, percebi que somos especiais e temos que ter ao nosso lado alguém que seja tão especial quanto, ou seja, a pessoa escolhida.


Nossas escolhas tem que estar diretamente relacionadas com nossos objetivos de vida, para que depois não venhamos a ter nenhum arrependimento. 
O mundo nos diz que não devemos nos arrepender das escolhas, mas na prática, acabamos nos arrependendo por algumas vezes escolhermos algo para nossa vida intempestivamente.

E para concluir essa ideia, mais uma vez reforço, não deixe que ninguém trate você como uma opção.
Ninguém precisa e nem merece isso.
E ainda teremos muitas, muitas escolhas a serem feitas nas nossas vidas, por isso devemos estar atentos às nossas metas.
O que essas escolhas vão somar a elas, é o primeiro pensamento que devemos ter.