quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Mulher é bicho carente


Não sei se você que está lendo é um homem ou uma mulher, mas a pessoa que vos escreve é mulher com M maiúsculo (M de mãe, de miga, de maravilhosa, de múltipla... não é à toa que este blog se chama Blog da Multimulher).
Ultimamente minha vida anda mais ou menos assim: acredito que em 2017 eu tenha conhecido as pessoas mais legais de todos os tempos, e tenho tido trocas incríveis de experiências e aprendido a ouvir mais.
Homens e mulheres. Homens com cabeça de mulher num corpo de homem, mulheres com cabeça de homem num corpo de mulher, trans, gays, lésbicas... Homens e mulheres sensíveis, homens e mulheres insensíveis...
Quantas pessoas maravilhosas!...
Assim é o mundo e sua infinidade de gente de todo jeito.


Mas eu, enquanto mulher com cabeça e corpo de mulher, percebo que a maioria de nós, é muito carente.
Inclusive eu. E inclusive meus relacionamentos se acabaram  por causa disso. Excesso de carência.

Mulher é bicho carente. 
Muitas vezes, muitas de nós prefere ficar no relacionamento ruim, por medo de ficar sozinha, por medo de não ter um ombro pra encostar quando se sente insegura...
Nós não somos complicadas. Finalmente eu compreendi isso. 
A gente precisa de atenção, de calor, de colo, de prazeres...
E aquela necessidade do boy provar o tempo todo que está ligado na gente. 
É... mulher tem disso. Em sua grande maioria.

Nos fazemos de durona, morrendo de vontade de pegar o telefone e mandar uma mensagem com emoji cheio de olhinhos de coração, ou receber um "bom dia, tudo bem" pra saber que ele se preocupa.
Queremos companhia nos nossos programas chatos preferidos, desde um show de rock lotado, até um filme meloso embaixo do edredom no domingo à tarde.
Gostamos de ser livres, gostamos de ter nossa inteligência reconhecida. 
Haverá dias em que precisaremos de um elogio sobre nossa inteligência, outros em que só precisamos ouvir o quanto somos sexy.
Precisamos conversar, discutir a relação, porque nos preocupamos com ela, porque lutamos por ela, o dia em que não fizermos isso, é porque o interesse já era.
Eu levei anos pra entender que a maioria de nós mulheres é assim.
Adoramos cantadas sutis, inteligentes, não gostamos de ser tratadas como pedaço de carne.



Apagamos o telefone dos nossos contatos pra não cairmos na tentação da recaída, mas no primeiro "oi, sumida..." respondemos prontamente com "sumi não, tô sempre por aqui".
Procuramos por carinho e por ele muitas vezes sofremos, leva tempo pra se admitir isso. 
Eu estou admitindo agora, quase aos 40.
Sou carente. Somos carentes. Seremos carentes.
Se você precisava saber alguma coisa sobre a gente, eis um dos nossos grandes segredos.
Só um aviso: continuamos sendo uma caixa de surpresas.

Siga-me no Facebook: Blog da Multimulher 

2 comentários:

Silvia Helena disse...

Mulher é bicho carente e esquisito!😘

Blog da Superação disse...

Excelente texto.Abriu nossa caixa preta hein!