quinta-feira, 18 de maio de 2017

Será a morte a melhor solução pra vida?

Há tempos venho querendo escrever um post sobre depressão e suicídio.
Em 2005 eu fui diagnosticada com depressão, tomei remédio por dois anos.
Quando eu conto isso para as pessoas, elas dizem: "Nossa, logo você uma pessoa tão alegre..."
Até hoje algumas pessoas pensam que depressão é um estado de espírito.
Não é. 
Depressão é um mal físico. 
Ela começa no nosso psicológico, depois começa a afetar nossa vida social e a adoecer nosso corpo.
Essa doença assola 35 milhões de pessoas só no Brasil e mais de 121 milhões no mundo, segundo dados da Organização Mundial de Saúde.
Depressão não é frescura.
Depressão não é falta de Deus e nem cura na igreja.
Depressão é um desequilíbrio químico que ocorre dentro do nosso cérebro e afeta neurotransmissores como serotonina, dopamina, noradrenalina e melatonina, que interferem justamente em sentimentos como prazer, serenidade, disposição e bem estar. 

Se a doença não receber a devida atenção e não for tratada com terapia e medicamentos, os males físicos podem levar às doenças mais graves e até ao suicídio, que, aliás, é a maior causa das pessoas tirarem a própria vida, seguida do bullying.
Resolvi escrever porque a depressão está sendo um assunto muito comentado ultimamente e porque especialmente hoje, um dos meus mais queridos roqueiros suicidou na noite passada. Chris Cornell.
Não se sabe se a causa foi essa. A esposa diz que não.
Mas às vezes nem o depressivo sabe identificar que está doente, mesmo com todos os sinais que o corpo e a mente dão.



Quando eu sofri de depressão, claro que tive ideias suicidas, imagino que todas tenham. Umas vão se matando lentamente, outras recorrem aos métodos mais rápidos e eficazes mesmo que dolorosos.
Acho que perdi uns cinco amigos que suicidaram.
Não acho que seja um ato de covardia. Muito pelo contrário. Eu jamais faria. Também não julgo quem o faz.
Sempre me pergunto: será a morte a melhor solução para a vida?
Pra mim não, gosto muito da minha. 
Já sei como a depressão funciona. Sei que se eu tiver uma segunda vez, será bem mais fácil de diagnosticar do que foi a primeira.
Mas como disse, tem gente que não consegue diagnosticar.
Quando descobri a minha, fiz um teste, como o que estou compartilhando no final do post, se você desconfia que está com depressão, busque ajuda profissional, de pessoas de confiança, porque muitas vezes, faltam forças para buscar sozinho (a). Faça o Teste de depressão e conheça os Sintomas e se cuide.

Nenhum comentário: