sábado, 29 de novembro de 2014

Impressões na sala de aula



Os últimos dias letivos do ano são sempre movidos por uma tensão iminente. Professores cansados, alunos desesperados por notas, ou aqueles admiráveis que simplesmente querem terminar com as notas acima da média. 

Ontem enquanto aplicava as provas, olhava aturdida a turma. Alguns inquietos, outros viajando não sei para onde, outros concentrados, porém todos pensativos. 
No meu pensamento eu devaneava sobre como é bom quando as provas da nossa vida são as escolares. Quando nossa maior dor é ter que acordar cedo, tomar café da manhã, organizar nosso material, estudar e fazer provas.

Em contra partida, me lembro também quando encontramos o arroubo da paixão e ficamos ansiosos pelo dia seguinte, para ver aquele ou aquela do colégio que faz nosso olho brilhar, que nos dá vontade de escrever poemas nas páginas finais do cadernos. Escrever seu nome dentro de um coração junto ao nosso.
Quando amamos alguém na escola, as férias são um interminável castigo que dura até a nossa primeira viagem de verão, ou um passeio na casa da avó, quando brincamos com os amigos dos nossos primos e esquecemos o que deixamos para trás, ou para o ano seguinte.

Olhando aqueles rostos adolescentes, olhares pensativos, sobrancelhas eriçadas, bocas que se movimentam sem som, eu tentava ler seus pensamentos. Os apaixonados, os perfeccionistas, os desesperados, os tranquilos que a cada questão terminada com aquele feição de "esta é fácil!" dividindo comigo a sua interminável e tensa manhã.

Manhã que para mim se fez poética.

Posso dizer que tais experiências são maravilhosas. Esta, especialmente me fez voltar no tempo e sentir saudades da adolescência. Fase que sempre queremos que passe bem rápido para chegarmos à vida adulta.

Ah! Se eles soubessem que as provas da vida adulta são tão mais difíceis e mais chatas...
Que o sofrimento do amor não dura o período das férias de verão e que estar na média é frustrante e causa depressão nas pessoas adultas.

Eu não queria voltar naquela época porque a vivi bem, mesmo tendo dado mole para muitas coisas que hoje me fazem falta. 
Se eu pudesse dar um conselho àqueles rostos todos que eu minuciosamente analisava na manhã de ontem seria: Não tenham pressa, aproveitem o dia!
(E estudem para expandirem suas mentes e consciências.)

Dedico este post a todos os meus alunos adolescentes, os quais eu tenho o privilégio de acompanhar seu "florescimento".




quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Certezas de Mário Quintana

Se um dia antes de partir desta vida, eu pudesse deixar uma mensagem para as pessoas que convivem e conviveram comigo, deixaria as Certezas de Mário Quintana:

mario_quintana_03
"Não quero alguém que morra de amor por mim…

Só preciso de alguém que viva por mim, que queira estar junto de mim, me abraçando.

Não exijo que esse alguém me ame como eu o amo,

quero apenas que me ame, não me importando com que intensidade.
Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim…
Nem que eu faça a falta que elas me fazem, o importante pra mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível…
E que esse momento será inesquecível..
Só quero que meu sentimento seja valorizado.
Quero sempre poder ter um sorriso estampando em meu rosto, mesmo quando a situação não for muito alegre…
E que esse meu sorriso consiga transmitir paz para os que estiverem ao meu redor.
Quero poder fechar meus olhos e imaginar alguém…
e poder ter a absoluta certeza de que esse alguém também pensa em mim quando fecha os olhos,
que faço falta quando não estou por perto.
Queria ter a certeza de que apesar de minhas renúncias e loucuras,
alguém me valoriza pelo que sou, não pelo que tenho…
Que me veja como um ser humano completo, que abusa demais dos bons
sentimentos que a vida lhe proporciona, que dê valor ao que realmente
importa, que é meu sentimento… e não brinque com ele.
E que esse alguém me peça para que eu nunca mude, para que eu nunca
cresça, para que eu seja sempre eu mesmo.
Não quero brigar com o mundo, mas se um dia isso acontecer, quero ter
forças suficientes para mostrar a ele que o amor existe…
Que ele é superior ao ódio e ao rancor, e que não existe vitória sem humildade e paz.
Quero poder acreditar que mesmo se hoje eu fracassar, amanhã será outro dia,
e se eu não desistir dos meus sonhos e propósitos,
talvez obterei êxito e serei plenamente feliz.
Que eu nunca deixe minha esperança ser abalada por palavras pessimistas…
Que a esperança nunca me pareça um “não” que a gente teima em maquiá-lo de verde e entendê-lo como “sim”.
Quero poder ter a liberdade de dizer o que sinto a uma pessoa, de poder
dizer a alguém o quanto ele é especial e importante pra mim,
sem ter de me preocupar com terceiros…
Sem correr o risco de ferir uma ou mais pessoas com esse sentimento.
Quero, um dia, poder dizer às pessoas que nada foi em vão…
Que o amor existe, que vale a pena se doar às amizades e às pessoas,
que a vida é bela sim, e que eu sempre dei o melhor de mim…
e que valeu a pena."



PS: Alguém dos meus amigos vai ter que ler isto no meu funeral.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Jogo das palavras: Interesse

O texto que segue é o primeiro da série de textos que pretendo fazer chamada "Jogo das palavras".
O objetivo é fazer um pequeno texto acerca de uma palavra que tenha ouvido muito ou esteja muito em foco. Com uma definição de dicionário e um olhar subjetivo sobre a mesma. Espero que goste.


interesse (do dicionário de Português online Michaelis)
in.te.res.se 
sm (lat interesse) 1 Conveniência, lucro, proveito, vantagem ou utilidade que alguém encontra em alguma coisa. 2 Ganho, proveito, vantagem. 3 Juro de um capital depositado. 4 Sentimento egoísta ou de cobiça, desejo de um proveito pessoal que tudo sacrifica aos ganhos pecuniários. 5 Importância. 6 Atrativo, simpatia. 7 Cuidado, diligência, empenho a favor de alguém ou de alguma coisa.8 Psicol Sentimento que acompanha a atenção dirigida para um conteúdo específico. 9 Psicol Relação ou enlace entre um motivo e certo incentivo, ou classe de incentivos.



Tudo na vida é interesse. Assim eu tenho aprendido e percebido no decorrer desses anos de vida.
Se eu fosse destrinchar o significado do dicionário na íntegra, teria texto para um mês.
Ninguém é simplesmente bom e se aproxima de você porque tem belos olhos. 
Ninguém.
Sempre que alguém se aproxima de você, quer alguma coisa.
Os amigos por companhia, por conselhos, por cumplicidade, por afeto, ombro, e uma infinidade de coisas que só uma amizade proporciona.
As mulheres procuram um homem para se relacionarem, daí se casam porque querem um lar, um conforto, alguém com quem dividir a vida.
Os homens se aproximam das mulheres também, pelo mesmo motivo. E acrescentamos o sexo e o cuidado que ele vai continuar tendo, antes feito pela mãe, porém receberá em dobro.
Há também os seres humanos que se aproximam só para sexo.
É assim desde que o mundo é mundo. Desde que somos pequenos, somos educados para fazer as coisas por interesse. 
Pense nos "combinados" com nossos pais, com nossos professores. INTERESSE. 
Puro, sem maldade, mas INTERESSE.
E vai continuar sendo assim. Até o fim dos tempos.