sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Pause...

Ultimamente tenho parado para pensar sobre as coisas que acontecem conosco.
Todas elas de alguma maneira nos servem de aprendizado.
Sejam as coisas boas ou as ruins.
Não tenho parado para questionar a Deus por que isto ou aquilo acontece comigo.
Acredito que tudo tenha uma razão de ser e cabe a mim compreender o que posso aproveitar dela.
Fui diagnosticada com calo nas cordas vocais. 
Eu que trabalho como professora e que gosto muito de falar.
Sou do tipo de pessoa eloquente e frenética.
Muitas vezes ajo antes e penso depois.
Muitas vezes falo mais do que devia. A grande maioria delas.
Devido à minha fé e algum estudo, vejo nisso uma forma de Deus me dizer: "Você precisa parar um pouco". 
Porque no que dependesse de mim eu nunca pararia.
Sou agitada.
Ligada no 220.
Minha pilha é Duracell, só que Lithium.
Sou hiperativa.
Por isso me autointitulo MULTIMULHER.
Então, resolvi sentir minha dor de não poder atuar como uma espécie de pausa. 
Talvez tenha chegado o momento de parar para aprender a ouvir.
Calar forçada e necessariamente.
Sem blasfêmias, sem ai de mim, sem autopiedade.
Sem me nivelar  pensando que tem pessoas que estão piores ou melhores do que eu.
É hora de cuidar do que é preciso.
De mim, do próximo...
É hora de assumir a responsabilidade pelos meus atos.
Pelo meu descuido de mim.
Esse pode ser um alerta para o que é realmente importante. 
A pergunta que faço a Deus todas as noites é: "Senhor, qual a minha missão neste mundo?"
Chegou o momento de observar.
Quero apenas com esse meu post falar sobre causa e efeito, ou ação e reação, segundo as leis de Newton.
O efeito de falar demais pode ser perder um pouco da voz.
O efeito fumar pode ser um problema de pulmão.
O efeito da consumir álcool pode ser uma cirrose.
E uma lista sem fim de coisas boas ou não que podem surtir um efeito em nossa vida.
Pedimos à vida sempre o melhor.
Mas será que estamos fazendo o nosso melhor?
Será que somos merecedores de recompensas?
Estamos fazendo jus ao prêmio final?
São perguntas que queria que você se fizesse.
Pois me faço todos os dias.
Tenho tantas coisas boas em mim e fora de mim, que só posso agradecer por tantos prêmios.
Mas preciso fazer jus porque ainda não me vejo merecedora de tantas dádivas.
Hoje quero que você dê uma pausa.
E faça essa reflexão.
Apenas pense.


quarta-feira, 26 de setembro de 2012

O Amor é uma conquista diária, eu sei, já disse isso


Há um tempo atrás, escrevi um texto chamado: "A conquista precisa ser diária - Você está fazendo isso certo?"
Todo relacionamento afetivo começa da mesma forma, busca de afinidades, carinho, conversas longas... 
Isto serve também para a amizade.
Mas hoje, mais uma vez, vou falar sobre o amor, este tema que move o meu blog e a minha vida.
Estou lendo um livro muito bom chamado "O amor como estilo de vida".
O autor Gary Chapman fala sobre sete características das pessoas que tem a capacidade de amar. São elas:
Gentileza, Paciência, Capacidade de perdoar, Cortesia, Humildade, Generosidade e Honestidade.



Quando um relacionamento amoroso começa, as pessoas mostram o seu lado bom, porque estão focados na conquista.(Eu acho que não sou assim, e nem sei ser, não sei fingir, mas enfim...)
Depois com o tempo e a convivência, a conquista foi feita e está tudo certo.
Certo?!
Errado. Muito errado.
No início são carinhos, mensagens românticas e todas as coisas que citei anteriormente (Gentileza, Paciência, Capacidade de perdoar, etc...) além do toque físico que muita gente considera importantíssimo.
O que a maioria de nós se esquece é que o amor é uma conquista diária.
Depois que uma pessoa se torna cativa de nós, devemos continuar cuidando com o mesmo carinho, dedicando a ela o nosso tempo, a nossa atenção e diariamente cercá-la com gentilezas.
É muito difícil. É uma prática que tem que ser adquirida.
Para mim é difícil, para você é difícil. Para todos nós.
Mas eu é necessário tentar com afinco, mesmo quando queremos desistir de tudo.
Às vezes nas coisas mais sutis. 
"Ouvi uma música e me lembrei de você."
Fazer o prato preferido, preparar o café, mandar uma mensagem no celular fora de hora, expressando saudade... 
Dar um presente sem ter data especial.
Ouvir um desabafo ou simplesmente se sensibilizar com um problema de quem amamos.
Eu sei, o corre-corre diário algumas vezes nos impede de pararmos para fazer pequenas sutilezas.
Mas pense no quanto é bom receber uma gentileza. Mesmo sendo de alguém que nunca vimos na vida.
Quando é de alguém que amamos, sem dúvida é muito melhor.
Gentileza gera gentileza. 
O amor tem que ser desenhado diariamente. Tudo o que deixamos no esquecimento se torna obsoleto.
Assim também são os sentimentos.
Se o mundo é um lugar ruim hoje. É porque deixamos que muita coisa caia no esquecimento. Até mesmo o amor.

Curta Blog da Multimulher no Facebook. 

sms romantico imagem de celular 570x355 Frases para sms Românticas