quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Do que eu sou feita?

Dentre os últimos acontecimentos de minha vida, os quais muitas vezes achei que não iria dar conta de superar, outros que ainda estou superando e alguns que consegui transpor, muitas pessoas me perguntaram de que matéria eu sou feita.
Três pessoas exatamente.
Eu respondi a uma: Acho que sou feita de gelatina, porque você pode furar que depois cola e volta a ser como antes.
Para outro eu respondi: Acho que as pessoas pensam que sou feita de ferro.
E ele então me respondeu: Você, apesar de estar muito perto de ser uma MULHER MARAVILHA, não precisa ser uma de verdade. 
E para a terceira respondi: Acho que sou feita de fé.
"E ela é teimosa, não por arrogância, mais por persistência, é teimosa para seguir em frente, mesmo com as quedas, em acreditar novamente nas pessoas, mesmo com as desilusões em abrir as janelas, mesmo com as portas fechadas, em pular, mesmo sem chão, em sorrir mesmo com as lágrimas, porque ela acredita na magia da vida, por um único motivo: Ela tem fé!"
Muitas vezes já pensei em desistir de tudo, mas sempre acreditava que se não tinha dado certo, é porque não tinha chegado no fim, como diria o escritor Fernando Sabino. 
Saltando no escuro, sem saber se um dia chegaria ao chão.
Engraçado como algumas lições que temos na vida sempre nos servem em outro momento para que possamos refletir sobre onde estamos errando. 
Em um post mais antigo, Coração partido devia ser considerado deficiência física..., que eu reli por acaso, descobri que eu também sou feita de perdão.
Então àqueles que me viram revirando os últimos dias, que me ajudaram a ter concentração, discernimento e principalmente que me deram atenção e carinho.
Fé e perdão. 
É disso que sou feita.

Nenhum comentário: