quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Ei medo, eu não te escuto mais

Hoje vou falar sobre a palavra que mais povoou minha vida nos últimos dois anos, ou pouco menos que isso.
MEDO.
E dedico esse post a duas pessoas distintas mas muito ligadas à mim de alguma forma.
Sei que as duas se identificarão com parte do que vão ler, ou, talvez, com o texto todo.
Eu sempre fui considerada uma mulher forte, trabalhadora, racional e sensata pela maioria das pessoas que me conhecem.
Até eu sentir medo.
Imagine um animal tendo sua integridade física e moral sendo atacadas por uma situação ou um ser adverso ao seu cotidiano.
A reação óbvia de um animal ao se sentir acuado, ou seja, com medo, é de partir para o ataque.
Eu sinto medo por meus filhos, pelo pai deles, por meus amigos, por meus familiares...


O medo fez com que eu atacasse muitas pessoas e principalmente a mim mesma.
O medo me impediu e me impede de correr atrás das coisas as quais sempre considerei importantes.
O medo me fez perder tudo o que eu tive de concreto na vida, pelo simples medo de perder.
O medo fez com que eu sofresse desnecessariamente e causasse dor em pessoas que nunca quis causar.
O medo me ofusca a visão e faz com que eu haja como alguém que eu não sei quem sou.


O medo nos impede de realizar.
O medo nos impede de prosseguir a vida.
O medo nos impede de tentar, por medo de não dar certo.
O medo nos trava as atitudes.


O medo faz com que façamos escolhas erradas, só por medo de tentar de novo.


O medo de perder é pior do que a própria perda.


O medo é o maior obstáculo para o nosso crescimento.


Nos momentos em que sentimos medo, a única coisa que queremos é um porto seguro.
Geralmente depositamos nossos medos nas mãos de outras pessoas pois achamos que elas são nossos super-heróis.
Todos somos feitos de carne, osso e medo.


Eu queria ficar surda à essas vozes do medo que me impedem de prosseguir com a minha vida por medo de falhar, de magoar as pessoas, de me magoar.


O medo faz com que busquemos culpados por senti-lo.


Hoje acordei disposta a dizer "EI MEDO, EU NÃO TE ESCUTO MAIS, VOCÊ NÃO ME LEVA A NADA"


Hoje estou colocando todos os meus medos nas mãos de Deus e que ele me dê forças para superá-los e nunca mais dê ouvidos a eles.



Nenhum comentário: