segunda-feira, 12 de setembro de 2011

As pessoas mais importantes da minha vida - Parte 2 - Bruno (Bizzoni) Pin

Seremos sempre "nós"


Ainda me lembro bem daquela quinta-feira... 14 de janeiro de 1999. Eu saí com minha prima Roberta que na época namorava o Rodrigo Freitas, amigo do Bruno.
Quando o conheci, de cara criou-se uma certa antipatia porque primeiro ele disse que o Leonardo Di Caprio (meu ídolo na época) era gay e falou mal do PT (que era o meu partido político).
Depois disso ele conseguiu se retratar. Cantou minhas três músicas preferidas do Legião (que eu era apaixonada) e eu me apaixonei por ele, prometi que seria dele. 
Vivemos os primeiros anos do namoro eu, ele e os amigos que ambos se deram. 
No terceiro ano, fiquei grávida da Anna Gabrielle. E construímos nossa linda família.
Não vou entrar nos méritos dessa história porque não cabe aqui nesse contexto.
Durante os doze anos que compartilhamos lado a lado, aprendi muito com Bruno e ele comigo. Nos tornamos os melhores amigos um do outro. 
Ele é aquela pessoa que sei que mesmo agora, que estamos nos separando, eu poderei contar a qualquer hora,  e ele comigo, porque nos respeitamos, nos amamos e somos excelentes parceiros.
Tivemos lá as nossas divergências, por isso tomamos a decisão de nos separar, uma vez que nossa missão juntos foi mais que cumprida.
Fizemos nossos dois maravilhosos filhos, damos a eles todo o amor que nos é possível e vamos fazer deles seres humanos melhores que nós, sem dúvida.
Nosso maior presente.


Muitas discussões, brigas e ofensas foram trocadas, mas em nenhum momento, deixamos de amar um ao outro e nem de cuidar um do outro.
Alguém em quem confio plenamente, independente de qualquer coisa.
Bruno é um grande homem. É talentoso. Inteligente. Bom. No sentido mais lato das palavras que eu citei.
Mesmo não estando mais casados, nosso vínculo familiar e de amizade será eterno. 
Assim eu espero, rss...
Agradeço a ele pelos anos mais importantes que passei em minha vida, pelo apoio, pelo incentivo, pelo cuidado e pelos dois melhores presentes que ele me deu.
Todos nós passamos por momentos difíceis, mas é necessário para que possamos crescer.
Eu cresci muito mas o impedi de crescer, sempre querendo fazer tudo sozinha.
Agora Bruno vai crescer sem meu impedimento.
Uma das músicas que ele cantou para mim foi "Os Barcos" da Legião - O Descobrimento do Brasil, ou disco seis - ou: 



Você diz que tudo terminou
Você não quer mais o meu querer
Estamos medindo forças desiguais
Qualquer um pode ver
Que só terminou pra você
São só palavras teço, ensaio e cena
A cada ato enceno a diferença
Do que é amor ficou o seu retrato
A peça que interpreto,um improviso insensato
Essa saudade eu sei de cor
Sei o caminho dos barcos
E há muito estou alheio e quem me entende
Recebe o resto exato e tão pequeno
É dor, se há, tentava, já não tento
E ao transformar em dor o que é vaidade
E ao ter amor, se este é só orgulho
Eu faço da mentira, liberdade
E de qualquer quintal, faço cidade
E insisto que é virtude o que é entulho
Baldio é o meu terreno e meu alarde
Eu vejo você se apaixonando outra vez
Eu fico com a saudade e você com outro alguém
E você diz que tudo terminou
Mas qualquer um pode ver
Só terminou pra você
Só terminou pra você

Doze anos atrás... Como nós melhoramos, hehehe...

2 comentários:

Clarisse Reis disse...

Essa música Os barcos é linda, mas é bem cara de fim de relacionamento mesmo... Tensa.
Sinceridade... Meu coração doeu ao ler o primeiro verso da música.
Sobre a postagem, eu acho madura a decisão de vocês de ficarem numa boa, isso é bom, porque reflete diretamente nos "nossos" filhos, o presente que vocês deram um para o outro e ambos para mim.
PS: Pelo o que sei, o Bruno é isso tudo o que vc disse, Chris... Minha referência dele é o talento e a inteligência, q foram transferidos para o Iti, alem da discrição que foi herdada pela Bebelle.

Chris disse...

Obrigada Clarisse. :)