quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Lápis de cor



Ultimamente a vida tem sido muito generosa comigo.

Na verdade, acho que a vida é muito generosa comigo.
Ainda assim, batem uns momentos deprê, onde eu me lembro de alguns fantasmas e por alguns minutos do dia, tenho uma tristeza, uma espécie de saudade do que não vivi com alguém.
Esse ano, especialmente, Deus tem mandado muitas pessoas boas e amigas.
Pessoas as quais, quando conhecemos, parece que passamos a vida toda ao lado delas.
Como sou uma pessoa bastante espiritualizada e que acredito em vida após a morte, karma e até horóscopo, acho que tudo o que acontece tem uma razão de ser.
Começo até a achar que sou uma boa pessoa, sem a menor pretensão, pois Deus me presenteou com dois filhos lindos e amorosos, um trabalho maravilhoso, uma família incrível e amigos fantásticos.
A única coisa que peço a Deus todos os dias é saúde para poder usufruir de tudo isso, porque o resto, como dizem por aí, a gente corre atrás.
Não satisfeito, Papai do céu, pra me fazer mais feliz do que já sou, me mostra que quanto mais pessoas encantadoras eu conheço, mais ainda é possível se encantar com elas.
É como se você tivesse uma caixa de lápis de cor de 36 cores e de repente você ganhasse uma caixa de mil cores.
É assim que me sinto hoje. 
Para finalizar, vou citar um dos autores mais queridos de minha vida:
Saint-Exupérry:


ACASO

Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, pois cada pessoa é única
e nenhuma substitui outra.
Cada um que passa em nossa vida,
passa sozinho, mas não vai só
nem nos deixa sós.
Leva um pouco de nós mesmos,
deixa um pouco de si mesmo.
Há os que levam muito,
mas há os que não levam nada.
Essa é a maior responsabilidade de nossa vida,
e a prova de que duas almas
não se encontram ao acaso. 



É disso que estou falando:

2 comentários:

MahAraujo disse...

Lindo o seu post! Saiba que você, amiga, faz parte integrante e essencial na minha caixa de lápis de cor, viu? Adoro você! Beijos

Amilton disse...

É estranho... Muitas vezes sentimos saudades daquilo que nunca tivemos.
Acho que todo mundo passa por isso, mas aí é que lembramos das coisas boas, como vc disse, daquilo que ganhamos!
Estou aqui pra te ler e apoiar sempre amiga.
Bjo e sucesso pro seu blog!