sexta-feira, 8 de julho de 2011

Bom filho, bom marido e vice-versa

A todos aqueles que pensam em casar, aqui vai uma dica muito interessante, que minha mãe me disse, e como eu sempre gostei de contrariá-la, nunca dei muita importância.
É um ditado que diz: "Bom filho, bom marido".
Isso serve para homens e para mulheres.
Quando você engata numa relação e conhece a família do seu namorado, ou namorada, observe como essa pessoa trata seus pais.
Principalmente como essa pessoa trata a sua mãe.
Eu por exemplo, sempre quis bancar a mãe da minha mãe, rss... E hoje assumo o papel de mãe do mundo inteiro e não me canso de me ferrar.
Vou falar sobre homens, porque sou mulher, mas como disse anteriormente, serve para ambos os casos...
Enfim, um homem que tem carinho e cuidado com a sua mãe, vai ter o mesmo carinho e cuidado com você. O homem que é mal educado com a mãe, vai ser mal educado ao quadrado com você.
Se ele não valoriza o esforço da mãe, ele NUNCA vai valorizar o seu. Ainda mais se você, como eu, não leva muito jeito para cuidados domésticos, e faz as coisas conforme suas possibilidades.
Ok, eu admito: Não sei lavar roupa na mão, não sei passar roupa direito, algumas vezes tentei engomar uns vestidos, sem sucesso.Não sou a mais organizada das mortais, mas uma vez que pego pra fazer, só paro quando vejo um trabalho no fim e não admito que ninguém desfaça. Viro o bicho!
Sou boa apenas no que diz respeito à limpeza. Isso devo ao signo de virgem, já fui paranoica, hoje, faço o que é preciso, não me mato por causa de coisas que me impossibilitam de viver plenamente.
Já tive mais produtos de limpeza e higiene do que comida em casa. É sério.

Retomando, se ele grita com a mãe, vai querer gritar com você mais ainda. E por aí vai...
Portanto, observe enquanto você namora, como essa pessoa se comporta em família, se tiver sobrinhos, se já tiver filhos de outro relacionamento, observe com atenção antes de levar pra casa.  Isso vai contar muito para a vida que vocês vão ter depois. Pode ter certeza.
E ouça o sábio conselho de sua mãe ou avó: "Bom filho, bom marido".
Se ele não valoriza as pequenas coisas agora, ele não vai valorizar as grandes coisas depois.
Lembrando que isso serve para homens e para mulheres e que eu apenas escrevi falando especificamente de homens, mas conheço diversas mulheres que foram péssimas para seus pais e hoje são péssimas mães e esposas.

Nenhum comentário: