terça-feira, 24 de maio de 2011

Pelo amor ou pela dor, só assim aprendemos


Esse fim de semana conversei com minha mãe. Acho que por sermos tão parecidas, só ela me entende, apesar de discordar da maioria das coisas que digo. Mas ela me entende.
Na verdade, acho que todas as mães do mundo são do contra, porque tem medo de que seu filho sofra.
Minha mãe só quer que eu seja feliz e eu a entendo.
Retomando os assuntos do fim de semana, estávamos lembrando o quão doloroso foram os nossos aprendizados.
Ela teve que aprender a ser mãe e pai quando tinha a minha idade.
E somos muito gratos por nossa conduta, todos trilhamos o caminho do bem, graças a ela.
A duras penas é claro. Mas conseguimos juntos. Pelo amor e pela dor também.
Existem duas formas de aprender as grandes lições da vida.
Uma delas é através do amor. 
Peguemos como exemplo Jesus que nos ensinou que o maior de todos os sentimentos é o amor, e que ensinou a todos através de seu amor incondicional.
Aqueles que se recusaram a ouvir seus ensinamentos, penaram mas também aprenderam, através da dor.
Na nossa casa, nunca tivemos uma vida fácil. Passamos por várias dificuldades e privações. Mas não morremos.
Hoje valorizo muito cada coisinha que consigo. Porque sei o quanto é raro suar a testa para ter o que se quer.
Quando as coisas vêm para nós de maneira muito fácil, não sabemos dar o devido valor.
Aí quando as perdemos é que percebemos o quanto elas nos eram preciosas.
Isso acontece com as pessoas que perdemos também.
Não sabemos valorizar enquanto elas estão ali nos ensinando através do amor, aí um dia, elas se cansam e nos deixam.
Então percebemos o quanto elas eram valiosas.
Infelizmente, algumas pessoas só aprendem na dor. E não adianta tentar adiar o sofrimento delas porque um dia ele chegará.
Se não for através de nossas mãos, será através de um mal de saúde, ou qualquer outra coisa que partiu das próprias mãos de quem  escolheu para si o sofrimento como aprendizado.
Tudo o que obtemos é resultado de nossas escolhas.
O aprendizado e  as experiências também são adquiridos através de nossas escolhas.
Se escolhemos o amor, aprenderemos de uma maneira doce, a compreender o mundo e nossas imperfeições para assim nos aprimorarmos.
Mas se escolhermos a dor, então, que assumamos e encaremos a fase dolorosa como um aprendizado pensando que de tudo na vida tiramos proveito.

"A vida requer cuidado. Os amores também. Flores e espinhos são belezas que se dão juntas. Não queira uma só, elas não sabem viver sozinhas... Quem quiser levar a rosa para sua vida, terá de saber que com elas vão inumeros espinhos. Não se preocupe a beleza da rosa vale o incômodo dos espinhos..." (Fábio de Melo)

Um comentário:

Anônimo disse...

Adorei o texto!!!!