terça-feira, 10 de maio de 2011

O mundo não é um açougue

( Traduzindo: não é aceitável tratar uma mulher como um pedaço de carne)

Um dia desses fazendo minha caminhada habitual, estava na pista tranquila, respirando o ar fétido dessa cidade onde moro, e enquanto ia devaneando em meus pensamentos loucos, eis que em passa um carro, o homem reduz e grita: " Êeeeeeeeeeeh lôra, tá ruim não, hein.!" A vontade que eu tive foi de levantar o meu dedo médio e mostrar, mas o desprezo é sempre o melhor remédio nesses casos.
Eu queria saber quem foi que disse para os homens que as mulheres gostam desse tipo de assédio...
Não somos pedaços de carne.
Não somos bichos, nem frutas, nem nada que esteja exposto e à venda.
Apesar de muitas mulheres pensarem o contrário, a grande maioria gosta de sutilezas.
É constrangedor andar pela rua e ouvir as maiores blasfêmias saídas da boca desses ogros que acham que temos obrigação de aturar isso.
Nós apreciamos os homens finos, que são agradáveis, com movimentos sutis, como um sorriso, um olhar de raio X, ou um 43.
Não gostamos de berros, nem de quando passamos do lado de um jacu que sussurra um "Gostosa" quando você passa ao lado dele, achando que está te fazendo um favor...
Tenha dó!!!!
Será que esses imbecis nunca vão aprender que o mundo não é um açougue?

Nenhum comentário: