quinta-feira, 3 de março de 2011

Mr. Big, esse FDP irresistível



 


Ele é o "The One" de nossas vidas, geralmente o conhecemos na mais tenra juventude. 
É aquele homem que uma vez em seus braços, nenhum lugar do mundo será melhor e mais seguro.
Depois que você o beija, nunca mais quer provar outro.
Ele sabe que te tem nas mãos e usa isso o tempo todo, mesmo que não tenha intenção de te magoar.
Sabe que você é a mulher da vida dele, mas tem medo de se entregar, porque sabe que é mais forte do que ele e todo Mr. Big que se preze tem que estar no controle da situação, sempre. Mesmo que ele não consiga.




Ele tem um olhar que acaba com sua imunidade (aquela que você pensa ter criado em relação aos homens) fazendo com que a gente diga sempre SIM! 
Ele não sabe se te quer, mas também não te deixa em paz.
Ele é simpático, agradável, cheiroso, tem um bom papo, bom senso de humor,  tem pegada e nem sempre é lindo como o Chris Noth...
Suas amigas, sempre vão ter um pé atrás com ele porque afinal, sempre que aparece te machuca e depois some outra vez que nem fumaça. 
Daí você passa dias sofrendo e chorando arrependida por ter caído mais uma vez na sua conversa mole.
Ele até admite que precisa de você, que te ama, mas não acredita no sucesso da relação, ou acredita, mas não acha que mereça ser feliz, ou não tem coragem suficiente para isso.




E nós, bobinhas que somos, não resistimos ao seu charme, galanteios e mimos, porque quando estamos junto com Big, ele faz nos sentirmos únicas, importantes, felizes, amadas e lindas.
Os momentos ao seu lado são sempre os melhores e inesquecíveis em nossas vidas.
Mas se ele não fosse esse cafajeste, fdp, não teria a menor graça. Porque infelizmente toda mulher ama um cafajeste em um dado momento de sua vida.
Se não chorássemos mares de lágrimas por causa desse infeliz, não valeriam a pena os sorrisos e as gargalhadas que ele arranca da gente quando usa sua melhor cara de safado.
Ele sempre será o homem inesquecível de sua vida. Aquele que se você não se casar, ficará pensando, como teria sido se fosse diferente...
Se você conseguir fisgá-lo, digo casar-se com ele, passará o resto da vida reclamando do mesmo jeito, porque, a única coisa que sabemos fazer, é isso.




Mas se você não ficar com ele, não se preocupe. 
Assim como tudo na vida passa, ele também não será eterno.
Porém, sempre merecerá o nosso respeito e terá a sua devida importância no constante aprendizado que é a vida.

Nenhum comentário: