sexta-feira, 18 de março de 2011

E se...




Se tem uma frase com reticências que me enlouquece é a tal da "E se...".
Um dia desses comecei a pensar no poder que essa frase tem de deprimir um ser humano.
Basta você pensar e se... e tudo o que você acredita que é certo e seguro vai por água abaixo.
Se eu fosse pensar " E se..." acho que não estaria aqui escrevendo neste blog.
Não gosto de pensar nisso.
"E se..." cheira a arrependimento, e eu não tenho costume e nem tempo para arrependimentos. Lembra fracasso, fraqueza, desilusões, falta de fé... e um monte de outras coisas.
"E se..." eu não estivesse em tal lugar, em tal dia e não tivesse conhecido tal pessoa?
" E se.." eu tivesse feito faculdade de medicina?
"E se..." um dia eu me pegar pensando dessa forma?
Eu tenho a plena convicção de que as coisas são como devem ser. Que tudo acontece no tempo certo.
Se não acontecem é porque não tinham que acontecer.
Tendo em vista de que temos livre arbítrio, as escolhas são nossas. E não adianta pensar em como teriam sido.
Então "E se..." não é coisa de se pensar. Você fez. Você quis. Você estava lá.
E se (olha aí ) você se arrependeu da escolha feita encare todo dia como uma nova oportunidade e construa, ao invés de olhar em volta e ficar pensando que poderia ter sido diferente sem você ter feito nada para isso.
Não se arrependa de nada do que tenha feito. Serviu de lição para fazer melhor da próxima vez.
Esqueça o "E se..." e siga em frente, o caminho sempre estará lá para ser trilhado.

Nenhum comentário: