segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Nada é por acaso


Penso muito na questão do acaso. O acaso na verdade existe?!
Esse fim de ano, estou reflexiva sobre as pessoas que cruzam nosso caminho vida afora...
Algumas vezes, podemos nos deparar com elas em dados momentos que não prestamos atenção. E talvez as deixemos passar desapercebidas, por estarmos focados em outras coisas.
Algumas amizades que fiz no decorrer de minha vida, muito sólidas, foram feitas assim, em reencontros com pessoas.
Um dia, você encontra uma alma afim e sente que já a viu antes... nessa, noutra vida... vai saber.
Parece que ela sempre foi sua amiga. É estranho. Queria um dia poder me aprofundar mais em questões espiritualistas.
O autor do meu livro preferido (O pequeno Príncipe), 

Antoine de Saint-Exupéry, tem um  texto que diz que nada na vida é por acaso.


Eu acredito com veemência nessa afirmação. Deus tem sempre um propósito para a nossa vida, a nossa única missão é ficar atento aos sinais e descobrir qual é.


Pode parecer simples, mas não, é dificílimo saber o que estamos fazendo aqui. Nem os maiores sábios da história o fizeram, imagine, eu, pobre de mim.


Quem somos?, Para onde vamos?, são questões que talvez nunca venhamos a obter respostas...


Mas uma coisa é sabido, nossa curta passagem por essa Terra, tem um fundamento.


E não é por acaso.

"Vida...
Cada um que passa em nossa vida passa sozinho...
Poque cada pessoa é única para nós, e nenhuma substitui a outra...
Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só...
Levam um pouco de nós mesmos e deixam um pouco de si mesmos.
Há os que levam muito, mas não há os que não levam nada.
Há os que deixam muito, mas não há os que não deixam nada.
Esta é a mais bela realidade da vida... A prova tremenda de que cada um é importante e que ninguém se aproxima do outro por acaso! 
Antoine de Saint-Exupéry"

Nenhum comentário: