terça-feira, 5 de outubro de 2010

Pelo voto facultativo (Um manifesto solitário)

O resultado das últimas eleições, me levou a sentir vergonha alheia.
E acredito que o segundo turno ainda vai ser pior.
As eleições 2010 para mim, marcaram como o ano da falta de decoro, de decência e de consciência.
Votar em um palhaço, virou sinal de protesto...
Pelo menos, foi essa a desculpa dada por mais de um milhão e trezentos mil palhaços que elegeram o Tiririca.
Não acho que entregar o futuro de um país nas mãos de gente despreparada seja sinal de protesto.
Para mim isso é uma grande burrice.
Mas enfim, sou a favor do voto facultativo.
Isso evitaria que as pessoas cometessem menos atos insanos, como mandar para o congresso jogadores de futebol, palhaços, ladrões etc.
Duas coisas me deixaram menos infeliz:
1-Alguns fichas sujas não foram reeleitos.
2- Vamos ter um segundo turno para presidente.
Apesar da falta de opção e da minha declarada simpatia pelo Lula (não pelo partido), não confio na pessoa escolhida para sua sucessão, a qual recebe seu apoio.
E nem em seu oponente, mas ele tem bastante experiência, isso não posso negar. 
Mas ainda temos mais duas opções além destas, uma das quais será a minha opção.
Porque assim me eximo (em partes) da culpa de ter feito uma escolha errada.
Você pode pensar que mais errado é deixar que os outros decidam por você, mas eu prefiro ter minha consciência limpa pelos próximos quatro anos.

Nenhum comentário: