sábado, 21 de fevereiro de 2009

Naya morreu, coitado do capeta!




Prometo que serei breve.


Ontem a noite me deparei com a notícia de que o ex-deputado havia falecido, provavelmente de enfarte.


Confesso que foi uma morte que me trouxe dois pensamentos. O primeiro (que Deus me perdoe) foi de satisfação, imaginá-lo no inferno ardendo nas labaredas, foi muito bom. O segundo foi pensar que ele foi libertado da pena de ter que pagar seus pecados aqui na terra. De ver seus bens leiloados para pagar os danos causados às famílias que ele destrui com a queda do seu prédio de areia, o Palace II.


Enfim, o que pensar num caso desses?


O último pensamento que me veio (que Deus me perdoe mais uma vez) foi o de pena do capeta. Imagine ele convencendo o capeta a aumentar as instalações do inferno, usando areia da praia?


Não sei o que é certo para se pensar num caso desses.


Quisera um dia saber.


Talvez no dia que eu me encontrar com o Naya, ele em pessoa me conte o resultado de tudo isso...

Nenhum comentário: